quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Uma luz

Por Jefferson Acácio
Foto ilustração



Luz no meu corpo!
Preciso de luz para escrever essa poesia
Preciso de uma iluminação ambiente
Filtrando cada camada do meu epitélio
Quero uma luz débil, calorosa, cheia de vivacidade
Uma luz que não produz sombras
Luz forte, econômica, fluorescente...
Preciso de uma luz assim ó... Cinema!

Luzes, câmera, ação!




Luz que ultrapassa paredes, esponjas e arrebatadores
Luz mágica, mitológica, mística
Que recria a sensação de congelamento, dispersão...
Luz da noite, luz do dia, e luz de um olhar
Que faz evaporar minhas lágrimas
De efeito 3D? De infinitos D’s, pode ser?!
Luz que registra cada momento como um flash eficaz
Luz que rompe as leis da física
Luz que me envolve num campo eletromagnético
Formando um invólucro por dentro e por fora de mim
Revestindo o meu coração, pulmão e cérebro
Luz que é minha armadura e meu escudo
Que estimula minhas células fotossensíveis
Luz que é minha visão, minha lente, meu prisma
Luz que chamam de fé, milagre, saída, passagem

Vida!
Simples luz...
Luz!
Luz?
Ué, apagou?



5 comentários:

  1. CARALHOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    Velho vc é um monstrinho, é miserável, é crânio, parabens!
    Vou sempre visitar

    Nota 100000

    ResponderExcluir
  2. gostei das formas como vc vê e descreve a mesma coisa
    *coisa q ninguém para pra pensar que pode ser tão multifacetada
    *ou representar tanta coisa

    ResponderExcluir
  3. Texto e imagens perfeitos!
    Abraços
    www.textos-e-reflexoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto! Vc sabe que te adoro e admiro demais seu trabalho! Abração!

    ResponderExcluir
  5. muito legalç oblog!!!! parabéns!!!!!! bjuxxxxxxxxxxxxxxxxx

    ResponderExcluir

siga por email