domingo, 23 de junho de 2013

ACORDAR NO PARAÍSO

ACORDAR NO PARAÍSO (Por Jefferson Acácio)


Meu desejo é que o paraíso chegasse agora para todos sem exceções!!! Que ao acordar, tivéssemos essa surpresa inesperada! Seria um espanto de alegria.. Imagine só, sem medo....desamor, ódio, rancor, guerra, desemprego, miséria, tristeza, morte, dor, doenças, cicatrizes, violência, discriminação, fome!!!
Mas ao acordar, é um novo dia, não o paraíso, mas é um novo dia mais próximo do paraíso. Todo dia peço que ele chegue logo! Às vezes peço a Deus mais essa prova de amor, além da que já fez ao enviar para a terra a sua maior criação (Jesus) para morrer por nós, de uma maneira que nenhum de nós teria forças para suportar! Ele morreu por mim e por você! E nem somos dignos. Pior, nem fomos dignos mesmo depois dessa prova de amor. É como uma pessoa apaixonada se joga de um penhasco, com equipamentos de proteção (é claro) com um buquê de rosas, ou se sai vivo após se jogar em frente a uma bala para proteger quem ama, em seguida, casa-se... e depois é traído. Como ser merecedor?? Pior, que fomos assim, após uma prova de amor como a do Senhor, e nós ainda traímos o seu amor de mil maneiras desapontadoras. Por isso, ao pensar fazer tal pedido ao Senhor, minha garganta seca, as palavras travam na boca, pois eu sou um desmerecedor, pequeno, pecador! Como ser merecedor?
Então todos os dias, além orar, eu SONHO!! Sonho em acordar no paraíso, e reencontrar amigos, familiares e pessoas que se foram. Poder encontrar meu irmãozinho que não conheci quando o perdi quando eu ainda era criança. E poder tocar seu rosto, seu cabelo ... e dizer: - Meu irmão!!! Abraça-lo! Abraça-lo com minha mãe, meu pai, minhas irmãs!
Ó Deus, como queria que fosse assim!!! Muito! Muito! TODAS AS PESSOAS QUE ESTÃO SOFRENDO DORES fossem curadas, renovadas em alegria!
Tento me confortar de que o paraíso vai chegar, Ele vai voltar! Mas acontece que... O paraíso não chegou. A dor é hoje, é agora, está na carne! O que fazer diante disso? Fingir que nada acontece? Fingir que está tudo bem, quando nitidamente vejo que não está?
Mas sabe o que penso ao invés de me entregar à dor? Me divirto com ela! Se ela me vencer, eu a venci primeiro! Vou sorrir e vou chorar, mas vou viver cada momento alterando as frequências ruins quaisquer que sejam, por amor e paz!! Tentando ser ainda mais feliz através da dor, tentando transmitir à quem precisa mais que a mim! É meu exercício até que.. quem sabe amanhã eu acorde no paraíso?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

siga por email