quinta-feira, 4 de março de 2010

Sabedoria do Existir (Juventude)

Por Jefferson Acácio



Não espere envelhecer para conhecer a sabedoria do existir
Não espere as rugas para reconhecer sua beleza
Não crucifique tuas falhas, retraindo novas tentativas
Não basta apenas viver e esperar pelos acontecimentos

Você pode criar as suas próprias situações no tempo
A vida não é uma narrativa categorizada por capítulos
O ontem não precisa necessariamente repetir-se hoje
Cada dia você exerce os seus poderes

Quando se está triste você pode cantar
Quando se está monótono pode-se também dançar
Quando se tem medo de alguma coisa, é válido enfrentar
Quando o tempo é curto você pode ao menos sorrir

Esteja próximo de quem você ama
E se não estiver perto, mande cartas de amor
Há muito tempo não enviamos cartas com nossa própria letra
Depois que aprendemos a digitá-las

Se não sabe fazer um belo poema, conte então uma piada
Se não sabe desenhar, ao menos rabisque
Se não tem idéia do que fazer pra se divertir, viaje
Se não acostumou-se com o escuro, oriente-se pelo tato

Rime
Dramatize
Pinte
Estique-se

Antes de dormir, ore
Antes de vencer, agradeça
Antes de fazer sexo, use camisinha
Antes de fazer um filho, cresça

Após as refeições escove os dentes
Após olhar nos olhos diga a verdade
Após beijar, ensine ou aprenda a namorar
Após uma mentira insignificante, perdoe

Beije
Ame
Namore
Case

Para cada lágrima um abraço
Para cada abraço, energia
Em cada energia, retribuição
Em retribuição basta carinho

Chore
Perdoe
Erre
Tente

No lugar de palavrões, uma rima
No lugar da maldade e vingança, oração
No lugar da fraqueza, coragem
No lugar do sedentarismo, exercício físico

Descanse, ninguém é de ferro!
Arrisque-se, já que não tem certeza!
Acredite, só você conhece a própria capacidade!
Sonhe, não há mal acordar na mesma realidade!

Grite, num lugar que tenha algum eco
Registre, para evocar esse momento no futuro
Mergulhe, é uma sensação de estar noutro mundo
Voe, afinal de olhos fechados tudo se pode imaginar

Brinque, do mesmo jeito que fazia quando criança
Para matar a saudade, relembre
Pule o mais alto que conseguir alcançar
Se jogue no que você deseja, mas cuidado para não se machucar

Invente
Observe
Medite
Estude

Preste atenção nos conselhos
Escolha direito para não se arrepender depois
Se fez a escolha errada, concerte
Não consegue dizer com palavras, use os gestos

A juventude não tem idade
O envelhecimento é atemporal
Contemple a vida o quanto pode
Não se lamente pelo o que não fez no final

3 comentários:

  1. Poxa Jeff, seu texto amadureceu muito, velho.

    Muito bom, esse.

    Parabens!


    Kayo Cerqueira FTC - CAD

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!

    Amigo,

    Vc ta cada vez escrevendo melhor!!
    mUITO LINDO!

    Parabéns!!

    ResponderExcluir

siga por email