quinta-feira, 4 de março de 2010

A Lenda

Por Jefferson Acácio


Reza a lenda que o ser humano sabe viver em sociedade, e desde que aprendeu a comunicar-se, foi abençoado por técnicas que segregariam a melhor convivência e desenvolvimento das relações humanas. Silenciosamente a lenda é desmistificada quando deparada com a realidade do mundo. De fato, é uma aldeia global, de muitas tribos, de diminuição das fronteiras da informação. Uma aldeia na mensura de um planeta.

Por sorte ou azar, estamos endereçados nesse mundo, e querendo ou não rupturas sociais nos envergonham em face a idealizações que asseveramos vilmente que mudariamos a realidade refletida em processos hegemônicos de confrontos sociais, politicos, relgiosos e culturais. O homem dedica mais tempo com a morte dos seus principios que a vitalização da lenda que se concebeu em suas ancestralidades. A derrota do amor e da paz mundial é rogada por nós pecadores como prova da nossa ignorância.

Temos uma meta de construir a melhoria dos relacionamentos, e não o isolamento. Muitas vezes sublinhamos como paz a eliminação da presença de quem nos oprime, do que nos provoca e de quem nos inveja. É uma meta incrivelmente simples, que depende apenas da resignação da ignorância humana de pensar apenas no próprio nariz.
Enquanto que substanciados nas metas universais, há pequenas e inúmeras ações que deviamos desempenhar a cada instante da nossa vida, contribuindo para a solidificação do amor. Se soubessemos diluidamente cada segundo de estar sozinhos, saberiamos valorizar melhor a presença do outro. Estamos no escuro, descumprindo promessas, errando os caminhos, contemplando as individualidades, rompendo com os principios e preceitos do amor.

Quantas vezes a cegueira ou miopia da consciência nos fez desmoralizar a alma? Corrompendo-se na entrega dos seus valores essências por uma troca simples e diversificada de prazer, seja pela vaidade e ganância, ou pela obsessão de saciar a carne. Precisamos nos refazer e fazer valer a lenda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

siga por email