segunda-feira, 11 de abril de 2011

Crayons (Primeiras Poesias)

 Por Jefferson Acácio


Ah, saudade que dá do tempo de escola...
Eu cá da janela imaginando com meu caderno e lápis
Lembrando dos primeiros poemas escritos no quadro-negro
Os primeiros passos da alfabetização das poesias
Os primeiros ensaios de declamação para a sala de aula vazia
Os crayons coloridos destacando a poesia
Entre hieróglifos marcados nas paredes e carteiras
Passava horas lendo cada rabisco dos colegas
Os primeiros indícios da minha curiosidade social
As paredes eram o espelho confessionário de cada um
A necessidade vital de expressar e relatar
Ainda sinto-me naquela sala de aula
Com as expectativas de novas lições e constantes testes
Simulados relâmpagos, conceitos, anotações,
E paredes rabiscadas de crayons
Ah, saudade que dá do tempo de escola...
Saudade dos passeios no barquinho de papel
Saudade dos crayons!

2 comentários:

  1. Cara parabéns pelo blog desde já te seguindo. Ótimos textos e esse então me deu uma certa nostalgia. Muito bom. Ah esse é o link do meu orkut http://www.orkut.com.br/Main#Home
    e esse do meu blog http://phaelmarques.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Jeff, que maravilha saber que um cara jovem como você escreve tão bem e tem esse gosto pela poesia. Você é raridade. Parabéns!!! seu Blog está ótimo.

    Divan

    ResponderExcluir

siga por email