segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Ser você mesmo



“Seja você mesmo” é uma expressão por muitos interpretado de maneira equivocada. Ser você mesmo inconsequente? Ser você mesmo intolerante? Ser você mesmo ignorante? As pessoas dizem assim "é da minha natureza". Sei. A própria natureza também muda constantemente, e porque nós também não podemos mudar? Sim, mudanças lentas, maduras, á favor de melhores climas! E esse erro é refletido no relacionamen
to. Ser você mesmo não é ser intransigente: “aceite-me como sou porque não vou mudar em nada”. Ser você mesmo é não suprimir a sua personalidade para adotar a de outra pessoa. O relacionamento é uma oportunidade de você se experimentar, executar o seu autoconhecimento... Entendam não é enjaular a outra pessoa, pois as mudanças da outra parte cabe à outra parte, mas que portando lhe fere, e você também deve aproveitar das pequenas dores para desenvolver seu cognitivo, sua percepção, adotar novos pensamentos e novas formas de reagir com diferente emoções produzidas por você. Se sente ciúme, é normal. Se sente medo, é normal. Se sente raiva, é normal. Porém você vai receber e transformar cada uma dessas reações que lhe são negativas, você quem pode transforma-las dentro de você. Os outros são os outros. Há diversos motivos pelo qual alguém entra num relacionamento... antes mesmo de encontrar alguém, nosso cérebro já está produzindo uma energia de atração e solução para solucionar alguma área de carência ou simplesmente desejo. Alguns é por serem solitários, tem medo da solidão, ou para cumprir uma obrigação social, não se conhece bem ou não gosta de si mesmo a ponto de não querer ficar só consigo mesmo. Desejo de constituir uma família, para amar e ser amada...A química é o ingrediente que complementa a admiração e a afinidade para formação do amor, pois se houver apenas admiração e afinidade, poderá haver aí apenas uma amizade. Aliás, o amor é a amizade adicionada com a química, ou simplesmente para ter com quem dividir as alegrias e tristezas, as conquistas e as frustrações, produzir juntos as vibrações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

siga por email