sábado, 26 de março de 2011

Meu Corpo Fala

 Por Jefferson Acácio


Vai me encarar?
Reaja aos meus beliscões na sua cintura
Se concentre nos meus olhares
Não pertencemos uma a outra, mas ando com os meus passos
Ando embutido nas suas sombras
Viver assim é bom, vê se entende, vê se me preenche
Não quero as horas vagas, eu quero os minutos inteiros meus…
Quero que esqueça o relógio, senão eu quebro os ponteiros.
Não quero um olhar ligeiro, de quem não me viu, de quem em mim nada viu
Quero tropeçar com esse embaraçoso olhar
Quero simplesmente perder o fôlego ao te beijar e te despir com a lingua
Quero chegar próximo como se fossemos imãs com os lados invertidos
Porque acho linda essa luta querer de tocar o mais intimo e a natureza não colaborar
Quero que me olhe com tanto desejo, que minha roupa escorrega devagar
Reaja! Estou aqui e meu corpo fala com você

Nenhum comentário:

Postar um comentário

siga por email